Percepções das práticas pedagógicas da aprendizagem por Simulação no Laboratório morfofuncional da FEn/UFPel

  • Mateus ateus Casanova dos SANTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
  • Maria Cecília Lorea LEITE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
Palavras-chave: Enfermagem, Educação, Simulação, Avaliação, Ensino

Resumo

Objetivo: Refletir sobre a utilização da simulação clínica no Laboratório morfofuncional da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas enquanto ferramenta de formação morfofuncional e clínica no processo ensino-aprendizagem. Método: Reflexão a partir da pesquisa estudo da avaliação no disparador de aprendizagem simulação – Laboratório Morfofuncional/Faculdade de Enfermagem/UFPel. Resultados: A Prática da Simulação numa prática curricular construtivista se caracterizou como uma ferramenta cognitiva promotora da zona de desenvolvimento proximal para desenvolver a aprendizagem morfofuncional e clínica, permitindo compreender as potencialidades particulares de cada estudante em colaboração no processo de formação, assim como perceber o amadurecimento morfofuncional e clínico no interstício do componente curricular. 

Biografia do Autor

Mateus ateus Casanova dos SANTOS, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
Enfermeiro. Doutor em Educação. Professor do Departamento de Morfologia da Universidade Federal de Pelotas (DM/IB/UFPel), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.
Maria Cecília Lorea LEITE, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
Graduação em Direito. Doutora em Educação. Professor Associado III da Faculdade de Educação da UFPEL, Pelotas, RS, Brasil.
Publicado
2016-08-24
Como Citar
1.
SANTOS M ateus C dos, LEITE MCL. Percepções das práticas pedagógicas da aprendizagem por Simulação no Laboratório morfofuncional da FEn/UFPel. J. nurs. health. [Internet]. 24º de agosto de 2016 [citado 22º de abril de 2024];6(supp):259-64. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/9194
Seção
Artigo de Atualização/ Update Article