Violência doméstica contra a mulher: visão de enfermeiros pós-graduandos em obstetrícia no Piauí

Denise Silva dos Santos, Juliana Macêdo Magalhães, Magda Coeli Vitorino Sales Côelho, Camila Aparecida Pinheiro Landim Almeida, Magda Rogéria Pereira Viana, Claudia Maria Sousa de Carvalho, Antônio Adeilson Mendes Pereira

Resumo


Objetivo: conhecer a visão de enfermeiros pós-graduandos em obstetrícia sobre a violência contra a mulher. Métodos: estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa, desenvolvido em um Centro Universitário do Estado do Piauí. Participaram do estudo, 18 enfermeiros discentes do curso de Pós-Graduação em Obstetrícia. Para a coleta de dados, utilizou-se a entrevista com roteiro semiestruturado, organizados e apresentados pelo método Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: a violência doméstica foi entendida como física, psicológica e sexual. Há necessidade de planejamento, para acolhimento e coordenação do cuidado no atendimento às vítimas, que sentem medo e insegurança. Conclusão: é imperativo ampliar o espaço de discussão do problema, propiciando educação continuada aos Enfermeiros que assistem essa clientela, a fim de favorecer identificação e assistência qualificada à mulher vítima de violência.


Palavras-chave


Violência doméstica; Violência contra a mulher; Educação em enfermagem; Prática profissional; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/jonah.v9i3.17198



Direitos autorais 2019 Universidade Federal de Pelotas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.