Estratégia de saúde da família e saúde mental: inclusão social no território?

Sônia BARROS, Jandro Moraes CORTES, Jussara Carvalho dos SANTOS, Anna Luiza Monteiro de BARROS

Resumo


Objetivo: identificar ações da equipe da Estratégia Saúde da Família com pessoas com transtornos mentais e compreender as necessidades dessa equipe para desenvolver as ações de saúde mental na comunidade. Métodos: estudo descritivo/exploratório que entrevistou 33 trabalhadores de equipes da Estratégia Saúde da Família. As entrevistas foram submetidas à análise temática sob perspectiva da categoria analítica Política Nacional de Saúde Mental. Resultados: temas presentes nos discursos dos trabalhadores configuraram categorias empíricas que expressaram a realidade social dos sujeitos: Processo de Trabalho e Formação de Recursos Humanos. Conclusões: a análise dos discursos indicou que havia mobilização visando promover assistência fundamentada nos princípios da Reforma Psiquiátrica, a partir da formação que privilegia o campo da atenção psicossocial. No entanto, há uma tendência à ruptura do modelo médico-hegemônico, de modo que a prática da saúde mental no território atenda, de fato, aos princípios norteadores do Sistema Único de Saúde.


Palavras-chave


Recursos humanos; Enfermagem de atenção primária; Enfermagem de saúde pública; Enfermagem; Saúde mental

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2015 Journal of Nursing and Health