Os Arcos do Bixiga (São Paulo): um caso de instrumentalização de política de memória

Diego Vasconcellos Vargas, Martin Jayo

Resumo


O trabalho investiga o processo que levou, no final da década de 1980, à instituição dos Arcos do Bixiga como monumento ligado à memória da imigração italiana na cidade de São Paulo. Analisando o processo de disputa política que resultou na demolição dos imóveis até então ali existentes e na subsequente monumentalização dos Arcos, ilustramos como uma política patrimonial pode ser instrumentalizada por outros interesses, como elemento estruturante de políticas de natureza diversa. O caso aqui tratado aponta para a necessidade de novas óticas no estudo das políticas de memória e patrimônio urbano, rumo a abordagens críticas que levem em conta seu entrelaçamento com outras políticas e suas relações de subordinação a estas últimas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/rmr.v12i23.16744

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Memória em Rede

Publicação Periódica / Semestral

Memória em Rede, revista do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural, é avaliada pelo Qualis.

Creative Commons License This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0 Unported License.

_______________________________________________________________

Revista Memória em Rede, Pelotas/RS - Brasil - ISSN 2177-4129
Programa de Pós Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural
UFPEL - ICHPPGMP