Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Expressa Extensão, periódico da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Pelotas - UFPel, é uma publicação quadrimestral e está alinhado com o esforço da comunidade científica nacional e internacional, organizada no movimento em favor da disseminação ampla e acesso irrestrito e gratuito ao conhecimento, contribuindo desse modo para o cumprimento da missão da UFPel como instituição pública de educação superior, de gerar, difundir e aplicar o conhecimento oriundos das práticas extensionistas nos diversos campos do saber, entendidas como processo capaz de integrar a universidade com a sociedade. Desta forma, objetiva discutir a ação extensionista como forma singular no processo de formação do estudante, pela qual o conhecimento apresenta-se como uma ferramenta para a construção do sujeito consciente, entendido nesta revista como o sujeito do conhecimento. Intenta discutir a lógica transformacional que a transferência de tecnologia social por meio da extroversão do conhecimento é capaz de operar. Por fim, busca registrar e divulgar resultados da relação dialógica crítica da experiência vivencial universitária com as comunidades.As submissões podem ser feitas mediante chamamento por meio de editais com temáticas específicas para cada publicação.

Áreas do conhecimento: são as oito linhas temáticas da Extensão, apresentadas no Plano Nacional de Extensão: Comunicação, Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Produção, Trabalho.

Público-alvo: extensionistas, comunidade universitária, pesquisadores em temas relacionados com as linhas editoriais da revista.

Tipos de trabalhos aceitos para a publicação: são aceitos trabalhos que contemplem o escopo das seguintes seções da revista:

1. Artigos – Documentos originais contendo o resultado de análise ou reflexão sobre questões atinentes à extroversão do conhecimento científico, em qualquer área do conhecimento. Texto originado em trabalho científico que tenha entre suas finalidades, contemplar a aplicação do conhecimento gerado pela academia na sociedade. Seção aberta na chamada para publicação a doutores.

2. Relatórios – Textos que relatem processos, metodologias e resultados de trabalhos de extensão em andamento ou concluídos e que foquem, especialmente, a relação do processo extensionista com a sociedade. Seção aberta na chamada para publicação a todos os extensionistas coordenadores de projetos/programas de extensão com possibilidade de co-autoria com outros docentes e alunos.

3. Memória Visual de extensão – Ensaio sobre atividades de extensão no qual o registro visual seja predominante tanto como objeto sobre o qual o texto se dirige como meio de registro de ações de extensão. Seção aberta na chamada para publicação a todos os extensionistas.

4. Entrevista – Entrevista cujo conteúdo e entrevistado sejam exemplares para o debate sobre a finalidade e o processo da extensão na sociedade. Seção aberta na chamada para publicação a todos os extensionistas.

5. Agenda Extensão e Sociedade – Produção da equipe da revista. Pode apresentar, sob o formato de matéria jornalística, ações em andamento ou concluídas levadas a termo pela PREC. Objetiva tanto registrar como divulgar a atividade da PREC como promotora de extensão na comunidade. Não é seção aberta na chamada para publicação. 

6. Ensaios - Texto opinativo em que se expõe ideias, críticas, reflexões e impressões pessoais, realizando uma avaliação sobre temas relacionados à extensão. O ensaio problematiza algumas questões sobre determinado assunto, focadas pela opinião do autor e, geralmente, apresentam conclusões originais.

Critérios de avaliação: No processo de avaliação serão observados: prioridade e relação do tema com prática extensionista, inserção nas linhas editoriais da revista, consistência científica (teórica e metodológica), capacidade argumentativa, ineditismo, originalidade, atualidade de informação e atendimento de normas éticas. A conformidade com as normas também será considerada condição essencial para o aceite e o encaminhamento para a avaliação por pares. Em relação ao ineditismo, ressalta-se que as publicações aceitas na revista possuem caráter de pesquisa original, tanto no âmbito científico quanto no acadêmico e não podem ter sido publicadas anteriormente, no todo ou em parte, mesmo que seja na forma de resumo expandido em Anais de evento científico.

Processo de Avaliação pelos Pares

A avaliação inicial é realizada pelo Editor que pode decidir sobre a adequação ao escopo e padrões de qualidade da revista, podendo rejeitar, solicitar modificações ou dar encaminhamento ao processo de avaliação por pares (segunda etapa). Esta segunda etapa (avaliação ad hoc) é duplo cega e realizada por pelo menos dois profissionais com experiência em Extensão Universitária e especialistas nas diferentes áreas temáticas: comunicação, cultura, direitos humanos, educação, meio ambiente, saúde, tecnologia e trabalho. O Editor atua como árbitro e cabe a ele a decisão final.O conteúdo dos trabalhos é de responsabilidade exclusiva das respectivos pessoas autoras.

  • A fim de assegurar a integridade da avaliação por pares cega, é retirado o nome ou qualquer informação que possa revelar a identidade das pessoas autoras, antes da designação dos avaliadores. É recomendado as pessoas autoras, editores e avaliadores (passíveis de enviar documentos para o sistema, como parte do processo de avaliação) que tomem algumas precauções com o texto e as propriedades do documento, como, por exemplo, remover os nomes das pessoas autoras e as respectivas biografias antes da submissão do texto, sendo que as informações deverão constar em um arquivo suplementar, caso o texto venha a ser aprovado para publicação.
  • A avaliação é realizada por dois pareceristas ad hoc, externos à instituição/filiação da primeira pessoa autora do texto submetido. O avaliador deverá possuir nível de escolaridade maior ou igual ao das pessoas autoras dos textos.
  • Os critérios a serem no texto julgados incluem: se o título é adequado ao conteúdo do texto; se o resumo indica o tema, objetivos, métodos e resultados do trabalho; se o trabalho apresenta originalidade no seu campo de conhecimento; se o tema é atual e contribui com as discussões no campo da extensão universitária; se o conteúdo do texto refere-se a um trabalho teórico ou prático sobre a extensão universitária; se a redação do texto é correta e adequada à publicação acadêmica; se texto apresenta resultados, práticos ou teóricos, claros, verificáveis e relevantes para a área de conhecimento; se o texto contribui para o avanço da prática da extensão universitária ou para a divulgação dessa; por fim, se o texto poderá ser publicado e indicação da seção adequada para sua publicação.
  • O prazo dado para os pareceristas avaliarem os textos é normalmente 2 semanas, podendo ser prorrogado. Findo o prazo, é recebido o parecer e o mesmo é encaminhado às pessoas autoras, informando o aceite ou não do trabalho, assim como recomendações e/ou correções necessárias. Havendo divergência entre a decisão das duas pessoas avaliadoras, o texto será encaminhado para uma terceira pessoa avaliadora, a qual emitirá a decisão final.
  • O tempo entre o recebimento do texto e a publicação do artigo fica adstrito ao que consta expressamente no edital de abertura das submissões.
  • Acesse o formulário utilizado pelos avaliadores.

 

Periodicidade

Quadrimestral.

A cada quadrimestre, mediante edital com temática específica, será publicada na revista publicará on-line todos os artigos e textos que estiverem aceitos reunidos em um número. Cada volume corresponde a um ano, e possui 3 números.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Por Acesso Livre entendemos a disponibilidade livre e pública na internet, permitindo a qualquer utilizador ler, copiar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar, ou criar link paraos textos completos desses artigos, rastreá-los para indexação, passá-los como dados para software, ou usá-los para qualquer outro propósito legal, sem barreiras financeiras, jurídicas ou técnicas, a não ser as de acesso à própria internet.

A revista Expressa Extensão  não cobra pela submissão de trabalhos, não há custos para as pessoas autoras.

Não obstante, as pessoas autoras têm o direito de serem devidamente reconhecidos e citados.

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

Verificação de plágio - CopySpider

Além da Transferências dos Direitos Autorais - enviada por todos autores antes da respectiva publicação -, a revista utiliza a ferramenta CopySpider para auxiliar na política anti-plágio da revista. Busca-se verificar a autenticidade do artigo, ou seja, se é original e inédito e que o trabalho, em parte ou na íntegra, ou qualquer outro trabalho com conteúdo substancialmente similar, não tenha sido publicado em outros periódico em formato impresso ou eletrônico.

Código de Ética

O código de ética da Expressa Extensão tem por base o Código de Conduta e diretrizes para a melhor prática para Editores de Periódicos Científicos do Committee on Publication Ethics (COPE, 2011), bem como práticas consolidadas de editoria científica das áreas de Extensão.

1 - Questões relativas à Publicação e Autorização

a) Lista de referências e financiamento

As pessoas autoras devem listar e citar apropriadamente, de acordo com as instruções fornecidas em página específica, os trabalhos que serviram de base para o desenvolvimento da pesquisa. Além disso, devem fornecer informações, quando for o caso, sobre as fontes de financiamento da pesquisa, em agradecimento ao final do artigo

b) Plágio e dados fraudulentos

As pessoas autoras, no momento da submissão, devem declarar que os artigos são de sua própria autoria e que o material de terceiros eventualmente usado é referenciado e empregado de modo legítimo. Não será admitido plágio, falsificação ou fabricação de dados. Os editores podem realizar uma verificação de plágio dos artigos antes do envio aos avaliadores ad-hoc e os autores serão contatados caso seja identificada alguma inconsistência.

c) Publicação da mesma pesquisa em mais de um periódico

As pessoas autoras, no momento da submissão, devem declarar que os artigos submetidos para avaliação e seu conteúdo essencial são inéditos e não estão em processo de avaliação por outra publicação. Caso o artigo tenha sido publicado em algum evento científico, os autores deverão informar aos editores no campo apropriado no sistema quando da submissão do artigo;

2- Responsabilidades dos Autores

a) Autenticidade dos dados / informações do artigo

As pessoas autoras devem assegurar que todos os dados apresentados no artigo são reais e autênticos. Caso os editores e/ou avaliadores ad-hoc identifiquem inconsistências os autores serão contatados para esclarecimentos.

b) Contribuição dos autores

As pessoas autoras incluídos no artigo devem ter contribuído significativamente para a elaboração do trabalho. Após aceitação do artigo, será permitida a mudança somente na ordenação dos autores. Não será admitida a inclusão de novos autores após a aceitação do artigo.

c) Correções e retratações

Todas As pessoas autoras devem fornecer, quando necessário, correções ou retratações de erros cometidos.

 

Indexadores

DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras - http://diadorim.ibict.br/handle/1/491

GOOGLE ACADÊMICO - https://scholar.google.com.br/?hl=pt

SUMÁRIOS.ORG - https://www.sumarios.org/admin/minhas-revistas 

LATINDEX - Sistema Regional de Información en línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal - https://www.latindex.org/latindex/ficha/20086

PERIODICOS - Portal de Periódicos Capes - http://www-periodicos-capes-gov-br.ez45.periodicos.capes.gov.br/

 

Fontes de Apoio