REVOLTA DOS MARINHEIROS: ASPECTOS JURÍDICOS E SOCIAIS DO SORTEIO MILITAR (1874-1910)

Cosme Alves Serralheiro

Resumo


Este artigo faz uma narrativa tendo como temática central a Revolta dos Marinheiros de 1910, baseado nas relações de poder e os aspectos jurídicos do sorteio Militar, esse último refere-se a lei n. 2556 de 26 de setembro de 1874, seu intuito era substituir a “caçada” humana do recrutamento forçado. Pretende-se analisar a revolta, pois alguns daqueles sublevados durante a revolta foram oriundos não somente do recrutamento, mas também do sorteio Militar no âmbito dos principais navios de guerra da Armada Imperial. Objetiva-se analisar a implantação do sorteio Militar de 1874, tendo em vista que foi uma forma de expurgo de uma parcela da sociedade brasileira que se mostrava decadente com relação ao conceito de civilização, como forma de controle social. Verificar as tensões produzidas na sociedade brasileira, através da implantação da lei do sorteio Militar, sancionada em 1874.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15210/hr.v21i22.15989

DOI (PDF): http://dx.doi.org/10.15210/hr.v21i22.15989.g10047