LINDOIA – A CONQUISTA DE UMA NOVA IDENTIDADE VISUAL URBANA

Liziane de Oliveira Jorge, Nirce Saffer Medvedovski, Cynthia Marconsini Loureiro Santos, Emily Schiavinatto Nogueira, Manoela Calderan de Carvalho

Resumo


Este trabalho propõe o reconhecimento de códigos estéticos que caracterizam a identidade visual urbana de bairros populares que absorvem ao longo do tempo processos de transformação espontânea. A narrativa é apresentada através de errâncias no bairro Lindóia, em decorrência de ações do projeto de Extensão “Aprendendo com o usuário. Estratégias de transformação do espaço habitacional”, que propõe a troca de experiencias entre moradores e alunos acerca do tema. O bairro, constituído por 1788 habitações idênticas absorveu ao longo de três décadas um fenômeno de transformação vertiginoso das unidades residenciais a partir de iniciativas construtivas dos próprios moradores, por expansão construtiva e apropriação do espaço. A originalidade dessa paisagem urbana popular persiste na reconstrução de uma imagem citadina enriquecedora, conquistada por meios de instrumentos expressivos e comunicativos, através do emprego de elementos próprios da arquitetura popular: serralherias, coloração, adições construtivas, revestimentos e texturas, tipografia, e arte mural. Por fim, conclui-se que a imagem urbana ressignificada é oriunda de ações construtivas, de personalização e determinadas pelas opções do mercado da construção, que oferecem um leque de opções que acaba por reproduzir similaridades e padrões repetitivos, mas que, combinados, reforçam as diferenças entre si.

Palavras-chave


Paisagem urbana. Imagem urbana. Personalização. Identidade. Habitação popular.

Texto completo:

PDF EPUB

Referências


MEDVEDOVSKI, Nirce Saffer. A vida sem condomínio: configuração e serviços públicos urbanos em conjuntos habitacionais de interesse social. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo. São Paulo, 1998.

MOCERI, Fernanda. Percepção cromática urbana: a cor para os arquitetos. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2016.

PALLASMAA, Juhani. A imagem corporificada: imaginação e imaginário na arquitetura. Porto Alegre: Bookmann, 2013.

______. Habitar. Barcelona: Gustavo Gili, 2017.

PELLI, Víctor Saul. Habitar, participar, pertencer: accender a la vivenda, incluirse en la sociedad. Buenos Aires: [s. n.], 2007.

RODRIGUES, Sérgio Fazenda. A casa dos sentidos: crónicas de arquitectura. Lisboa: Arqcoop, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.15210/ee.v23i3.13285

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Expressa Extensão



_____________________________________________________

 

_____________________________________________________

   

INDEXADORES, REPOSITÓRIOS, CATÁLOGOS E BASE DE DADOS

[PT] A Expressa Extensão é indexada nos seguintes espaços:

[EN] The Expressa Extensão is currently indexed in the following databases and cataloguess: 

 

INDEXADORES:
 
REPOSITÓRIOS:

      

 

_____________________________________________________

Revista Expressa Extensão, Pelotas/RS - Brasil - ISSN 2258-8195 
Pró-Reitoria de Extensão e Cultura 
UFPEL - PREC EDITORA