A MÚSICA POMERANA COMO NARRATIVA DA MEMÓRIA CULTURAL

Danilo Kuhn da Silva

Resumo


Resumo: Este artigo pretende investigar a música pomerana na região sul do Rio Grande do Sul sob a perspectiva da narrativa da memória cultural. O objetivo principal reside em analisar canções pomeranas coletadas no interior do município de São Lourenço do Sul/RS, bem como identificar suas relações com a comunidade. Primeiramente, são expostas informações histórico-culturais acerca dos pomeranos. Num segundo momento, com ênfase em aspectos musicais, são apresentadas duas canções pomeranas. Por fim, são abordadas as formas que a comunidade utiliza para narrar sua memória coletiva e cultura através das canções.


Abstract: One aims to investigate the Pomeranian music from the southern Rio Grande do Sul, under the perspective of the cultural memory’s narrative. The main goal is to analyze Pomeranian songs from the rural area of the city São Lourenço do Sul, as well as identifying the relations they maintain with the community. First, one exposes historical and cultural information about the Pomeranians. Afterwards, one presents two particular Pomeranian songs, emphasizing musical aspects. Finally, one focuses the way the collective memory and culture are narrated through songs by the community.


Palavras-chave


Pomeranos, Narrativas, Memória, Identidade, Cultura, Música

Texto completo:

PDF

Referências


AMON, D.; MENASCHE, R. Comida como narrativa da memória social. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 13-21, 2008.

BAHIA, J. O tiro da bruxa: identidade, magia e religião na imigração alemã. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.

BAYSDORF, N. C.; RODRIGUES, P. R. Q. A etnia pomerana no sul do Rio Grande do Sul: autonomia, identidade e as influências externas da globalização e sua preservação através de feriados religiosos. XVI CIC - Pesquisa e responsabilidade ambiental. Pelotas, 2007. Disponível em . Acesso em: 02 dez. 21012.

BERNABÉ, J.; LORINT, F. E. La sorcellerie paysanne. Bruxelas: A. de Boeck, 1977.

BÖHLKE, M. A Colônia Particular de São Lourenço: seu contexto dentro do processo colonial do Rio Grande do Sul. 2003. Monografia – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2003.

BOSENBECKER, P. Uma colônia cercada de estâncias: imigrantes em São Lourenço do Sul/RS (1857-1877). 2011. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2011.

CANDAU, J. Memória e identidade. Tradução Maria Letícia Ferreira, 1. ed., 1ª reimpressão, São Paulo: Contexto, 2012.

COSTA, J. S. O Pescador de Arenques. Pelotas: EDUCAT, 2007.

DROOGERS, A. Religião, identidade e segurança entre imigrantes luteranos na Pomerânia, no Espírito Santo (1880-2005). Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, v. 28, p. 13-41, 2008.

ELIADE, M. Lo sagrado y lo profano. Barcelona: Labor, 1983.

FLORES, H. A. H. Canção dos Imigrantes. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia São Lourenço de Brindes: Universidade de Caxias do Sul, 1983.

GREEN, D. M. Form in tonal music – an introduction to analysis. University of Texas, Austin: Holt, Rinehart and Winston, 1979.

GRINBAUM, R. Gente de outro mundo. Descendentes de pomeranos vivem no Espírito Santo como se estivessem na Europa do século passado. Revista Veja, São Paulo: Abril Cultural, 8 jun. 1994.

HAMMES, E. L. São Lourenço do Sul: radiografia de um município das origens ao ano 2000. V. 1-4. São Leopoldo: Studio Zeus, 2010.

IEPSEN, E. Jacob Rheingantz e a colônia de São Lourenço do Sul: Da desconstrução de um mito à reconstrução de uma história. 2008. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Vale dos Sinos, São Leopoldo, 2008.

JACOB, J. K. A imigração e aspectos da cultura pomerana no Espírito Santo. Espírito Santo: Departamento Estadual de Cultura, 1992.

LANDO, M.; BARROS, E. C. A colonização alemã no Rio Grande do Sul – uma interpretação sociológica. Porto Alegre: Editora Movimento, 1976.

LONER, B. A.; GILL, L. A. Memórias sobre o cuidado: o (a)s benzedeiro (a)s na região sul do Brasil. Recife, 2010. X Encontro Nacional de História Oral, Universidade Federal de Pernambuco. Disponível em . Acesso em 05 de dez. 2012.

NEVES, G. S. Costumes nupciais da Pomerânia entre os colonos teuto-brasileiros. Folclore. Espírito Santo: Comissão Espírito Santense de Folclore, n. 24-25, mai/ago. 1953.

PODEWILS, D. O. Colonização germânica: a colônia de São Lourenço e suas particularidades. Pelotas, 2011. Monografia - Universidade Federal de Pelotas.

RHEINGANTZ, C. G. Colônia de São Lourenço: Histórico de sua fundação por Jacob Rheingantz. Rio Grande: Oficina da Livraria Americana, 1907.

ROCHA, G. Imigração estrangeira no Espírito Santo, 1847-1896. 1984. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1984.

ROCHE, J. A colonização alemã no Espírito Santo. São Paulo: Difel/USP, 1968.

ROELKE, H. R. Descobrindo raízes. Aspectos geográficos, históricos e culturais da pomerânia. Vitória: UFES/Secretaria de Produção e Difusão Cultural, 1996.

SADIE, S.; LATHAM, A. Dicionário Grove de música: edição concisa. Tradução Eduardo Francisco Alves. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994.

SALAMONI, G. (org.). Os pomeranos. Valores culturais da família de origem pomerana no Rio Grande do Sul – Pelotas e São Lourenço do Sul. Pelotas: Universitária, 1995.

SCHRÖDER, F. A imigração alemã para o sul do Brasil. São Leopoldo, Editora da Unisinos, co-edição com EDIPUCRS: 2003, 2ª edição, 2003.

SEYFERTH, G. A identidade teuto-brasileira numa perspectiva histórica. In: Os alemães no sul do Brasil: cultura, etnicidade e história. Canoas: ULBRA, 1994.

SILVA, D. K. Projeto Pomerando: língua pomerana na Escola Germano Hübner. São Lourenço do Sul: Danilo Kuhn da Silva, 2012.

SILVA, K. V.; SILVA, M. H. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005.

The Concise Oxford Dictionary of Music, 2007, versão on line. Disponível em: . Acessado em 02 jun. 2013.

THUM, C. Educação, história e memória: silêncios e reinvenções pomeranas na Serra dos Tapes. 2009. Tese (Doutorado) Universidade do Vale dos Sinos, São Leopoldo, 2009.

TRESSMANN, I. Dicionário Enciclopédico: Pomerano e Português. Santa Maria de Jetibá: SEC, 2006.

TRESSMANN, I. O pomerano: uma língua baixosaxônica. In: Educação, cultura e sociedade. Revista da Farese (Faculdade da Região Serrana), vol. 1., Santa Maria de Jetibá, ES, p. 10-21, 2008.

UNESCO, 2003, Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, Decreto n.º 28/2008 de 26 de Março, Diário da República n.º 60, 1685-1704. Disponível em . Acesso em: 16 dez. 2009.

UNESCO, 2006, Report of the Expert Meeting on Community Involvement in Safeguarding Intangible Cultural Heritage: Towards the Implementation of the 2003 Convention. Tóquio, 2006. Disponível em: . Acesso em: 16 nov. 2012.

VASSALLO, S. P. O registro da capoeira como patrimônio imaterial Novos desafios simbólicos e políticos. Educação Física em Revista, Vol. 2, No 2, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2012.

WAGEMANN, E. A colonização alemã no Espírito Santo. Rio de Janeiro: IBGE, 1949.

WILLE, L. Pomeranos no sul do Rio Grande do Sul: trajetória, mitos, cultura. Canoas: Ed. ULBRA, 2011.

WILLEMS, E. A aculturação de alemães no Brasil. 2ª Edição. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1980.

ZEHETMEYR, M. L. Uma amostra da realidade linguística dos pomeranos de duas regiões do Brasil. Pelotas, 2007. Monografia - Universidade Federal de Pelotas.




DOI: http://dx.doi.org/10.15210/lepaarq.v11i21.2652

 
Contador de visitas