Tradução e Ética: Sobre ética da tradução como uma prática social de reflexão consciente

Palavras-chave: Estudos da Tradução, Tradução e ética, Projetos tradutórios

Resumo

Traduções são resultados de complexos processos de escolha, que envolvem desde as possibilidades de interpretação abertas pelos textos-fonte, até as possibilidades de construção textual oferecidas pelo sistema da língua-alvo, incluindo, entre outros fatores, as restrições externas colocadas por agentes envolvidos no processo de tradução. Este texto se ampara em Singer (2011) para abordar a ética tradutória como uma prática social que promove a reflexão consciente sobre os comportamentos sociais do indivíduo e estimula a construção e a publicação de projetos tradutórios, apoiando-se em Berman (1995), Simon (1996) e Kremer (2007). Abordam-se aqui questões relativas à construção de projetos de tradução e tomada de decisões de tradução e à forma como escolhas tradutórias podem ser reveladoras acerca dos processos individuais de interpretação de textos e dos sistemas linguísticos nos quais eles se inserem

Referências

ALVES, Daniel; BRAGA, Camila; LIPARINI, Tânia Translation and Ethics: making translation choices ideologies that underlie the source text. Letras & Letras, v. 32, n. 1, p. 403-419, 21 ago. 2016. DOI: https://doi.org/10.14393/LL63-v32n1a2016-21

ALWAZNA, Rafat. Ethical Aspects of Translation: Striking a Balance between Following Translation Ethics and Producing a TT for Serving a Specific Purpose. English Linguistics Research. Volume 3, Nº1, 2014. DOI: 10.5430/elr.v3n1p51.

BAKER, Mona. The Changing Landscape of Translation and Interpreting Studies. In: BERMANN, Sandra & PORTER, Catherine. A Companion to Translation Studies. John Wiley & Sons, Ltd, Oxford, UK, 2014, p. 15-27. http://dx.doi.org/10.1002/9781118613504.ch1

BERMAN, Antoine. Pour une critique des traductions: John Donne, Paris: Gallimard. 1995.

BASSNETT, Susan. Translation Studies. London and New York: Routledge, 1980.

COSTA VAL, Maria da Graça. Texto, textualidade e textualização. CECCANTINI, J.L. Tápias; PEREIRA, Rony F.; ZANCHETTA JR., Juvenal. Pedagogia Cidadã: cadernos de formação: Língua Portuguesa. v. 1. São Paulo: UNESP, Pró-Reitoria de Graduação, 2004. p. 113-128.

DRUGAN, Joanna e TIPTON, Rebecca. Translation, ethics and social responsibility. The Translator, Volume 23:2, 2017. pp.119-125, DOI: 10.1080/13556509.2017.1327008

FLUDERNIK, Monika. Towards a `Natural' Narratology. London and New York: Routledge, 1996.

KREMER, Lucia Maria Silva. Desvendando saberes: o caso da tradução de “Dom Casmurro” para o inglês. In: VII Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. Anais, Paraná, Novembro de 2007, p. 4003-14.

NIETZSCHE, Friedrich. The Will to Power. New York: Vintage Books, 1901 (1968).

PYM, Anthony. On Translator Ethics: Principles of mediation between cultures. Amsterdam / Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 2012

SIMON, Sherry. Gender in Translation: Cultural identity and the politics of transmission. London and New York: Routledge, 1996.

SINGER, Peter. Practical Ethics. Cambridge, New York, Melbourne, Madrid, Cape Town, Singapore, Sao Paulo, Delhi, Dubai, Tokyo, Mexico City: Cambridge University Press, 2011 (1a ed 1980).

SOUSA, Germana et al. Escritores tradutores brasileiros e a tradução dos nomes próprios. Translationes, Volume 3, 2011. DOI: 10.2478/tran-2014-0048

VENUTI, Lawrence. The Translator’s Invisibility. London and New York: Routledge, 1995.

VENUTI, Lawrence. The Scandals of Translation: Towards an Ethics of Difference. London and New York: Routledge, 1998.

Publicado
2021-01-28
Como Citar
Alves, D. A. de S. (2021). Tradução e Ética: Sobre ética da tradução como uma prática social de reflexão consciente. Revista Linguagem & Ensino, 24(1), 1-12. https://doi.org/10.15210/rle.v24i1.20113