A escola como espaço de ação política: uma análise à luz da ação-comunicativa de Habermas

João Pedro Pezatto, Joyce Mary Adam de Paula e Silva

Resumo


O presente artigo propõe uma reflexão a respeito da ação política no âmbito da escola tendo como referencial a teoria da ação comunicativa de Habermas. Nessa perspectiva, discutimos a teoria da ação comunicativa como possibilidade de interpretação das micropolíticas presentes na interação cotidiana da escola. Consideramos elucidativa a contribuição de Habermas para o entendimento de relações democráticas a serem criadas por um processo de educação fundado na aceitação do outro como legítimo sujeito, como realização da convivência pacifica e cooperativa em uma escola que se pretende formadora de cidadãos.
Palavras-Chave: Teoria da ação comunicativa; escola e ação política; cotidiano e escola.
The school as a space for political action: an analysis in the light of Habermas’ communicative action
AbstractThis paper aims at reflecting on the political action going on in schools in the light of Habermas' theory of communicative action. From this perspective, the theory is seen as a possibility of interpreting micro politics that are part of everyday interaction in schools. The contributions brought about by Habermas' theory of communicative action clarify the democratic relations that must be improved in an educational process which is based on the acceptance of the others and on peaceful and cooperative coexistence within a school that aims at educating citizens.
Key words: theory of communicative action; school and political action; everyday interaction in school.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/caduc.v0i31.1745