Homem e cidadão na obra pedagógica de Rousseau

Wilson Alves de Paiva

Resumo


O artigo pretende fazer algumas considerações em torno do projeto educacional do filósofo genebrino Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), bem expresso na obra Emílio ou da educação. O autor procura esclarecer alguns aspectos polêmicos de seu pensamento, como a questão da formação do homem e do cidadão. Também desenvolve a idéia de que apesar do grande senso de irrealidade que emana das páginas do Emílio, há, no meio da fantasia, um jogo de paradoxos que revelam uma análise perspicaz acerca dos problemas do século XVIII e que, geralmente, servem para pensar os problemas enfrentados na atualidade.
Palavras-chave: Rousseau, Emílio, educação, formação humana, cidadania.
Man and citizen in Rousseau’s educational writings
AbstractThis paper aims at giving some consideration to the educational project that Jean-Jacques Rousseau, a Genevan philosopher (1712-1778), set out in his book Emile, or On Education. I have tried to clarify some polemical aspects of his thoughts, such as the making of a man or a citizen. Besides, I have also developed the idea that, despite a sense of impracticability conveyed by Emile, there is a set of paradoxes in this fantasy that reveals a sensible analysis of the problems faced in the 18th century. They can also make us reflect on the ones we have to face nowadays.
Key words: Rousseau; Emile; education; human development; citizenship.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/caduc.v0i31.1746