PIXO - Revista de Arquitetura, Cidade e Contemporaneidade

A “PIXO – REVISTA DE ARQUITETURA, CIDADE E CONTEMPORANEIDADE” abrange as seguintes áreas do conhecimento: Arquitetura e Urbanismo, Artes, Filosofia, Educação, Geografia e Psicologia. Uma iniciativa conjunta dos Grupos de Pesquisa CNPQ Cidade+Contemporanenidade (PROGRAU/UFPel) e Arquitetura, Derrida e Interconexões (PROPAR/UFRGS), com classificação prévia CAPES QUALIS-periódicos A4 (para Avaliação Quadrienal de 2021).

A revista digital trimestral (primavera, verão, outono e inverno – ágil e contínua) reúne artigos, ensaios, entrevistas e resenhas (redigidos em português, inglês ou espanhol) em números temáticos e;  em torno da abordagem multidisciplinar de questões relacionadas à sociedade contemporânea, em especial na relação entre a arquitetura e cidade, habitando para isso as fronteiras da filosofia da desconstrução, das artes e da educação, a fim de criar ações projetuais e afectos para uma ética e estética urbana atual.

Notícias

 

CHAMADA PARA A DÉCIMA NONA EDIÇÃO DA REVISTA PIXO

 

A PIXO – revista de arquitetura, cidade e contemporaneidade, apresenta para a sua 19a edição a temática PEQUENAS CIDADES: capturas diversas acerca desses espaços e experiências do menor”. A chamada abrange artigos, ensaios, entrevistas, resenhas e parede branca (imagens, vídeos, desenhos, pequenos textos, etc.).

Pequenas cidades ou pequenas localidades costumam ser espaços apropriados pelo plano sensível da arte de modo geral. No cinema, Bacurau, Javé (de Narradores de Javé) e Tickle Head (de Tickle Head, o melhor lugar da terra), são alguns exemplos. As utopias, do mesmo modo, em grande parte baseiam-se em cidades pequenas. Contudo, pequenas cidades concretas, não metropolitanas e periféricas parecem pouco visibilizadas.

No âmbito funcional da ciência, existem lacunas tanto no conhecimento acadêmico, quanto em políticas adequadas para a realidade desses espaços que embora aparentemente simples, trazem grandes desafios. Nas últimas décadas com os diversos programas de Pós-Graduação e incremento da pesquisa houve um significativo avanço, mas ainda é preciso reiterar a necessidade de pautar essa parte do urbano, onde talvez ele se apresente de modo fronteiriço e oscilante entre ser ou não ser cidade.

A partir da filosofia o conceito de “literatura menor”, de Deleuze e Guattari, permite pensar sobre as práticas desses espaços e experiências do menor. Visto que, a “literatura menor” não evidencia a literatura de uma língua menor, mas antes a literatura que uma língua minorizada faz em meio a uma língua maior, com características intrínsecas de desterritorialização, de um indivíduo-político e de valor coletivo.

A insuficiência de estudos leva a uma idealização ou mitificação das pequenas cidades. Elas podem ainda ser guardiãs de amenidades, de um ritmo de vida mais lento e tranquilo, bem como de uma sociabilidade mais pautada nas relações afetivas. Entretanto, muitas transformações mostram que elas são também espaços de insegurança e desigualdade. As contradições da contemporaneidade também estão presentes nelas.

Desse modo, as três caóides enunciadas pelas disciplinas da arte, da ciência e da filosofia constituem formas do pensamento ou da criação segundo Deleuze e Guatarri. Estas possibilitam traçar planos sobre o caos das contradições presentes nas pequenas cidades, através de ideias vitais que são atravessadas pelas forças das sensações (cinema, literatura e outras artes); das funções (estudos em arquitetura, geografia, planejamento urbano e regional, entre outras áreas do conhecimento); e dos conceitos (por exemplo de “literatura menor” e de “devir”). É com o intuito de fomentar diversas capturas acerca das pequenas cidades/localidades, intervenções/ocupações nesses espaços menores que a revista Pixo realiza esta chamada.

A submissão de trabalhos, necessariamente inéditos, deverá ser feita pelo sistema https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/pixo/index, cadastrando-se como “autor”, entre os dias 30 de novembro de 2020 e 28 de fevereiro de 2021.

A edição temática "PEQUENAS CIDADES" é dirigida pelas Professoras Luana Pavan Detoni e Angela Maria Endlich.

 
Publicado: 2020-11-30
 

READEQUAÇÃO DE CALENDÁRIO

 

Chamada PIXO 17 - Projeto, Parametria e Tecnologia I (outono de 2021) – em avaliação. Editores: Adriane Borda e Eduardo Grala.

Chamada PIXO 18 - Projeto, Parametria e Tecnologia II (inverno de 2021) – em avaliação. Editores: Adriane Borda e Eduardo Grala.

PIXO 15 - Educação em Arquitetura I (primavera de 2020) - no ar. Editor: Paulo Afonso Rheingantz.

PIXO 16 - Educação em Arquitetura II (verão de 2021) - em breve no ar. Editor: Paulo Afonso Rheingantz.

PIXO 19 - Pequenas cidades (primavera de 2021) - chamada aberta de 30 de novembro de 2020 e 28 de fevereiro de 2021. Editoras: Luana Detoni e Angela Endlich.

PIXO 20 - Ao sul do sul (verão de 2022). Editores: Eduardo Rocha, Eduarda Gonçalves e Helene Sacco.

 
Publicado: 2020-11-09
 
Outras notícias...

v. 4, n. 15 (2020): EDUCAÇÃO EM ARQUITETURA I (PRIMAVERA)


Capa da revista