A tríade Ciclo de Alfabetização-PNAIC-ANA como um Fluxo Biopolítico Circular que gerencia a alfabetização no Brasil

Rosimar Isidoro Machado, Kamila Lockmann

Resumo


Este artigo apresenta o recorte de uma investigação que teve como objetivo analisar as atuais políticas públicas de alfabetização no Brasil, a partir da problematização de como a tríade - Ciclo de Alfabetização-PNAIC-ANA-­opera sobre o professor alfabetizador e que efeitos produz nesse sujeito. Para isso, realizamos análise documental da legislação e entrevista semiestruturada com professores alfabetizadores. Embasadas pelo pensamento foucaultiano, sustentamos o argumento de que tal tríade opera sobre o sujeito docente a partir de um Fluxo Biopolítico Circular, que articula saberes, poderes e modos de subjetivação, fazendo com que ora os professores se dobrem aos discursos das políticas, ora produzam escapes e rasgaduras na ordem instituída.


Palavras-chave


avaliação externa; saber estatístico; biopolítica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15210/caduc.v0i62.19146