PIXO - Revista de Arquitetura, Cidade e Contemporaneidade

A “PIXO – REVISTA DE ARQUITETURA, CIDADE E CONTEMPORANEIDADE” abrange as seguintes áreas do conhecimento: Arquitetura e Urbanismo, Artes, Filosofia, Educação, Geografia e Psicologia. Uma iniciativa conjunta dos Grupos de Pesquisa CNPQ Cidade+Contemporanenidade (PROGRAU/UFPel) e Arquitetura, Derrida e Interconexões (PROPAR/UFRGS), com classificação prévia CAPES QUALIS-periódicos A4 (para Avaliação Quadrienal de 2021).

A revista digital trimestral (primavera, verão, outono e inverno – ágil e contínua) reúne artigos, ensaios, entrevistas e resenhas (redigidos em português, inglês ou espanhol) em números temáticos e;  em torno da abordagem multidisciplinar de questões relacionadas à sociedade contemporânea, em especial na relação entre a arquitetura e cidade, habitando para isso as fronteiras da filosofia da desconstrução, das artes e da educação, a fim de criar ações projetuais e afectos para uma ética e estética urbana atual.

Notícias

 

PRORROGAÇÃO E READEQUAÇÃO DE CALENDÁRIO

 

Chamada PIXO 17 - Projeto, Parametria e Tecnologia (outono de 2021), aberta até 29/11/2020 (prazo ampliado). Editores: Adriane Borda e Eduardo Grala.

PIXO 15 - Educação em Arquitetura I (primavera de 2020) - em breve no ar. Editor: Paulo Afonso Rheingantz.

PIXO 16 - Educação em Arquitetura II (verão de 2021) - em edição. Editor: Paulo Afonso Rheingantz.

PIXO 18 - Pequenas cidades (outono de 2021) - chamada em edição, em breve no ar. Editoras: Luana Detoni e Angela Endlich.

PIXO 19 - Ao sul do sul (inverno de 2021). Editores: Eduardo Rocha, Eduarda Gonçalves e Helene Sacco.

 
Publicado: 2020-11-09
 

CHAMADA PARA A DÉCIMA SEXTA EDIÇÃO DA REVISTA PIXO

 

A PIXO – revista de arquitetura, cidade e contemporaneidade, para a sua 16a. edição faz o chamamento para o envio de artigos, ensaios e parede branca (imagens, vídeos, desenhos, pequenos textos, etc.), com a temática PROJETO, PARAMETRIA E TECNOLOGIA. 

O termo Parametria, transposto da matemática (equações paramétricas) é aqui utilizado com o propósito de refletir sobre os significados que tem adquirido junto à ação de Projetar. Tem sido relacionado, frequentemente, mas não exclusivamente, às tecnologias computacionais, tratando de constituir um sistema, de regras associativas explícitas entre parâmetros, capaz de descrever estruturas e/ou comportamentos, podendo incluir graus de restrição e de liberdade.  

Associado aos meios contemporâneos de produção, seja a partir do binômio desenho paramétrico e fabricação digital ou da abordagem BIM, a parametria pode ser interpretada como intrínseca ao fazer arquitetônico, identificando-se na história mais distante, como pode ser o processo projetual empregado por  Alberti, ou mais recente, como nos empregados por Gaudí ou Frei Otto. Sob esta abordagem, tem-se o propósito também de discutir a parametria no sentido da compreensão e exploração de um mundo codificado, no qual tentamos tomar consciência e explicitar parâmetros involucrados na complexidade que possa envolver o processo de projeto, para então modelar e simular. Pensar a parametria associada aos recursos tecnológicos tem ampliado possibilidades para considerar parâmetros de diferentes ordens, para muito além da forma. Desta maneira, a provocação é pensar a parametria  a partir de perspectivas diversas,  desde a História, Teoria, Representação, Gestão, Adequação Ambiental, Eficiência Energética, Estrutura e Materialidade das construções.

Questões como: de que forma a parametria pode potencializar o processo de projeto e o quanto esta possibilidade tem exigido uma revisão quanto ao papel da tecnologia junto a este processo?

Este número espera reunir reflexões e experimentações que associem então Projeto, parametria e tecnologia no campo da arquitetura e urbanismo, seja no âmbito do ensino, da pesquisa ou da extensão, abordando os seguintes tópicos: Método de Projeto de Arquitetura e Urbanismo; Dimensão histórica, cultural e tecnológica do conceito de Parametria; Projeto e Desenho paramétrico; BIM no projeto de Arquitetura e Urbanismo; Gestão do Projeto; Desempenho da Edificação desde o ético, estético, estrutural, conforto (térmico, acústico, lumínico, geração de energia); Eficiência Energética no edifício; Desenho paramétrico e Fabricação Digital; Transdisciplinaridade e parametria; Inteligência artificial e big data; Teorias e práticas de projeto em contextos digitais; Investigação projetual em contextos digitais;  Projeto colaborativo e coletivo em contextos digitais;  Modelagem paramétrica e algorítmica;  Projeto baseado em performance;  Sistemas generativos;  Sistemas complexos e auto-organizados;  Gramática da forma, Fabricação digital;  Prototipagem rápida;  Construção automatizada;  Robótica;  Fab labs; Informação, modelos e simulações (Building information modeling; Sistemas de informação geográfica; Processamento e visualização da informação; Cidades inteligentes; Big Data); Algoritmos genéticos no projeto de arquitetura e; Otimização do desempenho de edificações.

A submissão de trabalhos, necessariamente inéditos, deverá ser feita pelo sistema (cadastro em https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/pixo/index), cadastrando-se como “autor”, entre os dias 16/08/2020 e 15/11/2020 (ampliado para até 29/11/2020).

Edição temática PROJETO, PARAMETRIA E TECNOLOGIA é dirigida pela Profa. Dr. Adriane Borda Almeida da silva e Prof. Dr. Eduardo Grala da Cunha.

 
Publicado: 2020-08-16
 
Outras notícias...

v. 4, n. 15 (2020): EDUCAÇÃO EM ARQUITETURA I (PRIMAVERA)


Capa da revista